Skip to Content

Plataforma Brasileira do DRM - Digital Radio Mondiale, também conhecido como RDM - Rádio Digital Mundial.

Entrevista com o Eng. Ismar do Vale Junior, da Rádio Nacional

Entrevista com o Eng. Ismar do Vale Junior, da Empresa Brasil de Comunicação (EBC), coordenador de manutenção da Rádio Nacional, sobre a digitalização do rádio no Brasil. Leia a entrevista na íntegra.

Programa na Rádio Roquette-Pinto discute o Rádio Digital no Brasil

Ouça a gravação do programa!

No 20 de fevereiro de 2017 aconteceu um debate sobre Rádio Digital que foi transmitido ao vivo na Rádio Roquette-Pinto FM, 94,1 MHz, Rio de Janeiro, no programa Painel da Manhã, de 9h às 10h.

Os convidados foram o Prof. Fernando Salis, da UFRJ (responsável pela implantação da Rádio UFRJ FM 88,9 MHz), Alan Lívio, do Lab. TeleMídia da PUC-Rio (pesquisador do GINGA, middleware que permite a interatividade tanto na TV quanto no Rádio) e Thiago Novaes, doutor em Antropologia e secretário geral da ABRADIG (Associação Brasileira do Rádio Digital).

Todos os pesquisadores no programa defendem a implantação do rádio digital no Brasil, assim como Roquette-Pinto, que sempre defendeu a constante evolução do rádio!

Hyundai Mobis desenvolve receptor DRM automotivo para mercado indiano

A Hyundai Mobis anunciou o MOBIS DRM, receptor automotivo DRM equipado com chips da NXP, durante reunião de implementação do rádio digital na Índia dia 31 de janeiro de 2017.

É esperado que automóveis de fábrica já venham equipados com o receptor DRM na Índia em maior volume ao longo de 2017.

Em fevereiro de 2017 o DRM-Brasil teve acesso à informação que vários modelos da Hyundai como o Tucson e Grand i10 já estão saindo de fábrica com receptor DRM na Índia: http://www.hyundai.com/in/en/Main/index.html

As emissoras de rádio digital DRM que podem ser recebidas no Brasil

Francisco Braccini, do DRM-Brasil, fez um reporte das emissoras DRM que podem ser atualmente recebidas no Brasil.

Noruega inicia desligamento do rádio analógico FM - última etapa da migração para o rádio digital

O dia 11 de janeiro de 2017 foi um dia histórico para a radiodifusão mundial. Pela primeira vez no mundo, um país, a Noruega, iniciou o processo de desligamento das transmissões analógicas de rádio FM, após período de transmissão simultânea dos sinais FM e DAB (Digital Audio Broadcast).

No dia 11 de janeiro, as 11h, 11min e 11s da manhã foi iniciado o processo de desligamento das emissoras FM do país, iniciando-se na região de Nordland, e até o final do ano praticamente todas as transmissões sairão do ar. Somente algumas estações FM de rádio locais do interior do país terão permissão do governo para permanecerem no ar por mais alguns anos.

No dia 10 de janeiro, uma conferência para discutir o desligamento do rádio analógico aconteceu em Bodø.

A penetração do rádio digital na Noruega, com suas características tradicionais (assim como no rádio analógico) de ser aberto e gratuíto, transmitido "pelo ar", é de 70% da população, e mesmo num país com penetração da Internet de praticamente 100%, somente 19% dos ouvintes acessam o serviço de rádio pela Internet. Nos próximos 2 anos e meio o governo da Noruega espera que toda a população tenha acesso a receptores de rádio digital.

O sistema de rádio digital em uso na Noruega, o DAB (Digital Audio Broadcast) pode-se dizer que é um sistema irmão do DRM (Digital Radio Mondiale), compartilhando o mesmo codificador de áudio (AAC) e serviços (Journaline, SlideShow, etc).

No entanto, o DAB possui também profundas diferenças com relação ao DRM. O DAB foi concebido para o modelo de operador de rede, com canais de 1,5MHz na banda 3 do VHF (a banda 3 do VHF, conhecida também como VHF Alto, é a faixa correspondente aos canais 7 ao 13 de TV), que permitem a transmissão de 15 serviços de rádio por operador. No Brasil, o DAB não seria possível pois emissoras de TV Digital operam nesses canais do VHF, além do fato do modelo de operador de rede não combinar com a radiodifusão brasileira. O DRM, por outro lado, opera em largura de banda estreita, da mesma forma que as atuais transmissões analógicas AM e FM, podendo operar nas mesmas bandas já alocadas para radiodifusão no país: Ondas Médias, Ondas Tropicais, Ondas Curtas e VHF banda 2, permitindo que as emissoras atualizem seus transmissores para transmitir em digital mantendo-se na mesma banda de frequência (e talvez até no mesmo canal), e não precisem migrar para um modelo de transmissão centralizado com operador de rede nem permanecer utilizando um sistema analógico antiquado - AM e FM.

Assim como na Noruega, um dia o Brasil irá digitalizar o rádio, e o mais importante nesse momento é a escolha do modelo de referência para o Sistema Brasileiro de Rádio Digital, que nós, do DRM-Brasil, acreditamos firmemente ser o Digital Radio Mondiale com melhorias nacionais, como o suporte ao Ginga.

Mais informações em: http://www.bbc.com/news/world-europe-38578050

Vídeo de Leonaldo Ferreira, participante do DRM-Brasil: https://www.youtube.com/watch?v=Rm0x8TnP2TY

ABRADIG participa de evento sobre Rádio Digital organizado pela AMARC

Dois integrantes da ABRADIG (Associação Brasileira do Rádio Digital) participarão de um evento da AMARC (Associação Mundial de Rádios Comunitárias) sobre Rádio Digital em Olinda-PE. A programação já está disponível.

Novo Receptor DRM GR-216

A empresa Gospell revelou o receptor DRM GR-216. O mesmo estará disponível para compra no início de 2017, no seguinte link:
http://www.gospell.com/china-gr_216_new_generation_drm_receiver_am_and_f...

Começa o Desligamento da TV Analógica na América do Sul

Amanhã, dia 17 de novembro de 2016, será um dia histórico para a América do Sul: uma grande cidade, Brasília, pela primeira vez no continente, observará o desligamento das transmissões analógicas de TV.

Esperamos que o MCTIC (Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações e Comunicações) acorde para o século XXI e inicie, finalmente, o processo de digitalização do último meio de comunicação ainda analógico - o rádio.

EBC retoma testes com rádio digital em Ondas Curtas

Foram retomados os testes com DRM em Ondas Curtas no Brasil pela EBC na frequência de 9.750 kHz (banda de 31m).

Após alguns estudos e desenvolvimento de equipamento pela ABRADIG (Associação Brasileira do Rádio Digital), testes foram retomados com objetivo de aferir o comportamento dos equipamentos, qualidade do sinal e estabilidade do sistema. Como os testes estão sendo realizados em baixa potência (150 W), não é esperada uma grande cobertura, no entanto o sinal já pode ser captado em Rezende - RJ por Francisco Braccini (foto) e em Maringá - PR por Paulino Kenji Sato.

A EBC está dando grande importância e apoio ao teste, que servirá para futura tomada de decisão em relação a digitalização do rádio no Brasil.

Novo receptor DRM baseado em Android é apresentado na HFCC

Um novo receptor DRM foi apresentado durante a HFCC (High Frequency Co-ordination Conference) essa semana em Miami. O PantronX Titus II roda Android e conta com uma cabeceira de RF de banda larga, recebendo sinais entre 100kHz a 2GHz, e suporta AM, SSB, FM e DRM nativamente.

O equipamento é baseado em tecnologia SDR e conta com um processador Quad-Core ARM A53 @ 1.2 GHz, 1GB de RAM e 8GB de memória Flash de armazenamento embutido, além de uma tela sensível ao toque TFT de 7 polegadas.

Mais informações disponíveis no material de divulgação que o DRM-Brasil recebeu.

Divulgar conteúdo


X